Lifestyle

A minha vida sem medos!

As vezes quando se esta um grande período de tempo sem trabalhar em representação, muito tempo “parada” como se costuma dizer…inventamos coisas para fazer, bastantes até…há uma infindável lista de coisas que já inventei e uma outra que ainda falta inventar!
Desta vez pensei… tenho tempo, oportunidade, vontade, então porque não? Pensei… está tudo bem, relaxa, vive e aproveita que estás de “férias” e a vida são dois dias…
Foi aí que decidi meter mãos à obra, juntar o útil ao agradável e programar uma data de experiências, vive-las, fotografa-las e partilhar com vocês, preencher os meus próximos dias com aventuras e usar esse conteúdo para o misshelen.pt!
A primeira experiência foi a visita aos Açores (ver post), serviu para uma espécie de estagio, serviu para ver como se podia aproveitar o tempo e transformar isso em conteúdo, depois a experiência de balão que foi simplesmente incrivel (ver post), a seguir, a viagem a Miami (para breve o post), depois para ganhar energia, um fim‑de‑semana bem perto de Lisboa na Quinta dos Machados e depois a prova do Les-A Les na minha mota para fazer Portugal inteiro em estradas secundarias …

Entretanto quando menos se espera, no meio desta confusão toda, quando já se esta exausta de cansaço, surge o projeto de televisão A Herdeira na Tvi.
Neste momento conto os minutos mas é nestas alturas que faz mais sentido a expressão: “quanto mais fazes, mais fazes”… Vale a pena batalhar e fazermos por nós, não só nos preenche como pessoa, como atrai outras e mais coisas boas!
Sou atriz há 13 anos depois de 8 anos em moda, há mais de 20 anos que lido com os altos e baixos entre o excesso de trabalho e a falta dele. Mas por causa disso obriguei-me a não ficar parada, a não baixar os braços e por causa disso sou a pessoa que sou hoje.
A ajuda e apoio dos meus pais e irmã foi crucial! As minhas escolhas e decisões precisaram de ser algumas erradas para perceber a dança da vida. Dura, injusta, incompreensível ou até mesmo incrédula …mas depois um equilíbrio e uma clareza soberba, uma dadiva. Aprender a aceitar e a adorar o que temos foi a chave para saltar…
Esta vida deu-me bagagem e hoje sei agradecer todos os segundos pelo facto de estar viva! Talvez por isso seja aventureira, não tenha medo de arriscar e queira viver todos os segundos intensamente porque nunca sei quando vai ser o ultimo!
Não tenham medo! Ouvi uma frase no avião a caminho de Miami que me fez pensar muito…: “If you live an ordinary life, you will only have ordinary stories to tell” 😉
Eu quero ter historias extraordinárias para contar…

No Comments
Leave a Reply