Archives

Aventura Viagens

Islândia o país que mais me fascina!

Nunca fui à Islândia. Mas quero! Muito ! Não sei se pelo frio, ( sim sou uma dessas “aves raras” que gosta de frio) ou pela ideia de sossego que me vem à mente quando penso neste país.7-day-northern-lights-self-drive-tour-destination-ice-cave-0 Entre quem diga que é magnifico, mas um destino caro, ou quem ache que é um sitio pouco movimentado decidi tirar teimas e investigar.
Se os meses de junho, julho e agosto são os que têm temperaturas mais amenas e dias longos podendo a luz do dia chegar até à meia-noite (com o amanhecer às 3 da manhã), é nos meses mais frios e com poucas horas de luz que se tem uma maior probabilidade de ver em perfeitas condições a famosa aurora boreal. Também os glaciares acessíveis por via terrestre só são visíveis nos meses de frio, obviamente.

waterfalls-in-iceland-1Independentes do clima ou da estação estão as cascatas de tirar o fôlego, as lagoas, os animais marinhos e os fenómenos vulcânicos que são tão característicos a este país, que embora pertencendo à Europa nos parece tão longínquo.
Vistas bem as coisas, a ideia de visitar a Islândia não só me atrai, como percebi ainda que posso aliar a viagem a outros hobbies de que gosto, mais precisamente o trekking, percursos de mota ou mesmo todo-o-terreno!

top-10-beautiful-waterfalls-of-iceland-10 Para relembrar o que é trekking, se atendermos à definição da Infopédia esta modalidade “consiste em fazer longas caminhadas em terrenos acidentados ou montanhosos, pernoitando ao relento em locais que integram o itinerário”.
Há muitos que afirmam estar na Islândia o percurso de trekking mais bonito do mundo: “Landmannalaugar Pearl of the Highlands”. Considerado de nivel fácil, exige três dias de caminhada em excursão com guias locais. Resistência ao frio e os devidos apetrechos são essenciais para a aventura.

top-10-beautiful-waterfalls-of-iceland-6

Assim sendo, se concretizar este objetivo em 2017 não vou sem o material adequado. Poucas coisas: botas de montanha, roupa térmica, equipamento para a chuva, luvas à prova agua, gorro, mochila com coisas de uso diário, saco cama, toalha, óculos de sol, protector solar, bastão de hiking… ☺
Quanto mais penso mais me entusiasmo! Já agora, fica aqui a proposta. Se vocês já foram e têm boas sugestões comentem. Não esquecerei de ter em conta os vossos comentários e de vos pôr a par dos próximos preparativos.
Questões práticas:
Não há voos diretos de Portugal para a capital Reiquiavique (ou Reykjavík). A escala mais comum é em Londres (outras cidades como Barcelona, Paris, Berlim ou Varsóvia também têm voos diretos)
As companhias low cost Easyjet e Wizzair voam para a Islândia desde Londres: boa oportunidade para preços mais vantajosos.
O custo da viagem, dependendo da época, pode variar entre 250 ou 750 euros
As localidades são pequenas pelo que o alojamento disponível é pouco e por isso mais caro
A moeda local: coroa islandesa
O custo de vida é dos mais caros da Europa
Beijinhos e boas viagens!!

No Comments